Blog

Volta às aulas para crianças e adolescentes com TDAH
10 de fevereiro de 2020


Volta às aulas para crianças e adolescentes com TDAH.

Bruna e Gustavo formam uma dupla incrível quando pensamos em crianças e adolescentes com TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade). Mãe e filho desenvolveram uma parceria com base no amor e na resiliência que se estabeleceu desde a infância e agora se tornou essencial para vencer as novas etapas que se apresentam.

A volta às aulas sempre foi um enorme desafio, enfrentado com empenho permanente por toda a família. Para os portadores de TDAH a volta às aulas representa lidar com novas dificuldades. A mudança - de ambiente, professores, matérias, novos amigos - traz expectativas e novidades que precisam ser trabalhadas em conjunto com a família e os professores para apoiar crianças e adolescentes com TDAH. Uma pesquisa acadêmica publicada pela PUC-MG enfatiza a importância da interação família e escola para o sucesso escolar, considerando que “a criança com TDAH apresenta dispersão e dificuldade em fixar a atenção em coisas que não despertam curiosidade, isso resulta em uma defasagem no aprendizado”.¹

O estudo oferece uma visão bem clara de que o TDAH na escola é relevante para todos os envolvidos. Um professor atento pode perceber como o comportamento da criança ou adolescente interfere no seu processo de aprendizagem. Também é na escola que a criança revela muitos sintomas do TDAH e ao conhecer mais sobre o distúrbio o professor pode sugerir à família que busque um diagnóstico com profissionais da saúde.

Como ajudar alunos TDAH na volta às aulas

Além de todos os fatores inerentes ao aprendizado, a escola influencia os aspectos relacionados aos processos de socialização e individuação da criança e do adolescente. Isso compreende o desenvolvimento das relações afetivas, sua habilidade de socialização, a aquisição de competência comunicativa e a própria identidade pessoal relacionada ao autoconceito, autoestima e autonomia. Essas considerações - citadas no artigo “Família e Escola: atuação conjunta em prol da criança com TDAH com embasamento da TCC” - são importantes para que todos entendam como a escola pode colaborar efetivamente com os pais para atender às necessidades diferenciadas da crianças e adolescentes com TDAH.²

Como os pais podem ajudar o filho TDAH na escola

A volta às aulas traz expectativas e apreensões e é essencial oferecer uma boa orientação para pais com filhos com TDAH. Quando seu filho é portador do TDAH essas emoções podem ser ainda mais importantes, o que requer uma atenção especial tanto por parte da família como dos professores.

O apoio conjunto ajuda a criança voltar para a sala de aula e gerenciar as emoções difíceis que surgem quando ela não consegue se concentrar ou ficar parada por um longo período de tempo. A terapeuta e pesquisadora clínica do Hospital Infantil de Boston, Erina White, PHD, sugere algumas estratégias para ajudar seu filho com TDAH a lidar com os desafios emocionais de se inserir na escola:³

  1. Mostre ao seu filho que as emoções não são inerentemente “ruins”. Uma criança com TDAH propensa a explosões provavelmente internalizou a mensagem de que grandes emoções são um caminho para problemas. Como resultado, ela tenta evitar emoções ruins. Na próxima vez que seu filho ficar chateado pergunte o que está acontecendo no seu corpo: o coração está batendo rápido? Está respirando com dificuldade? Essa atitude ajuda a criar alguma distância entre a experiência imediata dos seus sentimentos e o comportamento perturbador que pode resultar.
  2. Lembre seu filho que ele tem um presente. As crianças com TDAH lutam mais na escola do que os demais. Seu filho entende isso intuitivamente e você não deve tentar fingir o contrário. Quando seu filho lamenta o fato de os colegas de classe não parecerem ter os mesmos problemas, você deve validar os sentimentos dele. Lembre-o das áreas em que ele brilha e dos pontos fortes que podem diferenciá-lo.
  3. Ajude seu filho a encontrar sua alegria. Pode levar anos até que seu filho descubra sua paixão, mas você pode ajudá-lo a encontrar algo que realmente goste. Esse processo reforçará sua autoestima e facilitará o enfrentamento das inevitáveis decepções e frustrações que ocorrem na escola.
  4. Lembre-se de que a escola não é tudo. Quando começamos a escola inicia-mos uma série de testes de aptidão ao longo da vida. Desde o primeiro dia, somos avaliados com base no intelecto, na sociabilidade, na criatividade e em outras medidas. Aprendemos que o sucesso e o fracasso podem ser quantificados. Começamos a nos julgar com base nos padrões de outras pessoas. O que pode facilmente se perder em meio à pressão para se conformar e se destacar é o seguinte: escola, como trabalho, não é tudo. Muita vida acontece fora da sala de aula. Não perca isso de vista. Outras dicas valiosas podem ajudar seu filho com TDAH a se adaptar ao novo ano escolar. Lembre que a previsibilidade é essencial para que essas crianças prosperem e de repente elas são jogadas em um ambiente desconhecido, distante das rotinas que tornaram sua vida administrável.

O que mais você pode fazer para apoiar seu filho na volta às aulas:

  • Encontrem problemas juntos. Antes do início da escola, faça uma sessão de planejamento com seu filho para conversar sobre o que dificulta a escola. Ouça com atenção e faça uma lista dos medos, para poder examiná-los com o novo professor.
  • Desenvolva realizações passadas. Lembretes de sucesso anterior podem ser um incentivo para a criança que está tentando conquistar algo novo. Lembrando ao seu filho como ele aprendeu a fazer perguntas para entender as tarefas de casa no ano passado, você pode incutir a confiança de que ele será capaz de lidar com novos desafios.
  • Pratique habilidades na vida cotidiana. Peça ajuda para criar um jardim ou preparar uma refeição. Informar uma criança de que suas opiniões são válidas fora da escola, ajuda-a a sentir que são válidas também na escola.
  • Deixe seu filho brilhar. Crianças com TDAH estão entusiasmadas com coisas que gostam de fazer. Apresente seu filho a diferentes atividades até encontrar o que desperta seu interesse. O sucesso em atividades divertidas cria a confiança que transita para a sala de aula.
  • Peça acomodações de aprendizado. Um professor pode fazer ajustes -como colocar a criança na primeira fila na sala e ser mais atencioso ao passar tarefas.
  • Torne o aprendizado divertido. Procure jogos e atividades que facilitem o aprendizado enquanto a criança se diverte e ofereça pequenas recompensas.
  • Ajude a criar amizades. Ter um bom amigo na escola pode ajudar a criança a se sentir mais à vontade e também pode inspirar entusiasmo na sala de aula. Planeje atividades com colegas para ajudar seu filho a criar laços.
  • Jogar um jogo. Os jogos de tabuleiro incentivam boas maneiras: as crianças aprendem a se revezar, controlar impulsos e a perder graciosamente, habilidades que são úteis na sala de aula.

Sim, você pode, e deve, apoiar seu filho em todos os desafios que surgirem no seu processo de crescimento e aprendizado. Uma família unida, participativa e amiga pode ser tudo o que ele precisa para se desenvolver em todos os campos, superando as dificuldades do TDAH. Pressione a escola a se envolver e apoiar, mude de escola se não tiver sucesso com suas reivindicações. Principal-mente, olhe para seu filho com amor e nunca deixe de acreditar nas suas possibilidades, elas são muito maiores do que as eventuais limitações do TDAH.

 

Referências:
1. SILVESTRE, Áurea et al. FAMÍLIA E A ESCOLA NA APRENDIZAGEM DA CRIANÇA COM TDAH:: a necessidade de uma parceria ativa e produtiva. Disponível em: <http://periodicos.pucminas.br/index.php/pedagogia-cao/article/view/12325/961>. Acesso em: 09 jan. 2020.
2. RODRIGUES, Larissa Santos Amaral. Família e Escola:: Atuação Conjunta em Prol da Criança com TDAH com Embasamento da TCC. Disponível em: <https://psicologado.com.br/atuacao/psicologia-clinica/fami-lia-e-escola-atuacao-conjunta-em-prol-da-crianca-com-tdah-com-embasamento-da-tcc>. Acesso em: 09 jan. 2020.
3. WHITE, Erina. When Back-to-School Triggers Difficult Emotions. Disponível em: <www.additudemag.com/back-to-school-help-adhd-child-cope/>. Acesso em: 09 jan. 2020.
4. BRADY, Carol. Ready for Class. Disponível em: <www.additudemag.com/ready-for-class/>. Acesso em: 09 jan. 2020.

Muito obrigado pelo seu comentário! Essa página é um projeto desenvolvido pela Shire Farmacêutica Brasil Ltda. Todos os conteúdos postados são moderados devido às normas que regulamentam as atividades da indústria farmacêutica (farmacovigilância, compliance, médica e jurídica). Obrigado!

Mantenha-se informado