Blog

TDAH e distúrbios do sono: entenda a associação.
13 de novembro de 2018


Gabriel dorme muito tarde todas as noites, acordar cedo para trabalhar é um sacrifício tão grande que chega a doer. Passa o dia em estado de absurda exaustão e quando chega a noite novamente o sono não vem. Um círculo vicioso que acompanha toda a sua vida, acrescentando mais algumas dificuldades ao seu tão atribulado cotidiano de portador de TDAH. Ninguém merece!

A hiperatividade dos dias aliada às confusões e perda de tempo causadas pelo déficit de atenção deveriam provocar um cansaço incomum. Ele realmente acontece, com sono excessivo durante o dia, mas ainda assim onde está o sono na hora de dormir à noite? As madrugadas sempre encontram Gabriel de olhos abertos.

Claro que isso tem consequências para a saúde e qualidade de vida, até porque ele acompanha a rotina dos portadores de TDAH, desde a infância.

A psiquiatra Prof. Sandra Kooij, da VU University Medical Centre de Amsterdam, especialista em TDAH adulto, ao observar que esse quadro é comum aos seus pacientes passou a avaliar a ligação entre hiperatividade e insônia, associando o TDAH aos distúrbios do sono. Ao divulgar seu estudo no Congresso do Colégio Europeu de Neuropsicofarmacologia, Sandra Kooji declarou:

“A maioria das pessoas com TDAH apresenta padrões semelhantes de dificuldades para pegar no sono e levantar de manhã, o que causa cansaço ao longo do dia e comprometimento nas funções [cotidianas]. A duração do sono [dessas pessoas] geralmente é curta devido às obrigações matinais como trabalho ou escola e essa falta de sono parece aumentar a gravidade dos sintomas do TDAH.”

A ligação entre TDAH e o Sono exposta por Kooji, destaca suas descobertas¹:

  • 75% das pessoas com TDAH têm um atraso de uma hora e meia na fase fisiológica do sono – sinais associados ao sono, como alterações nos níveis de melatonina e movimentos associados ao sono;
  • Alterações da temperatura corporal associadas ao sono também são atrasadas nesses pacientes;
  • Distúrbios do sono, como síndrome das pernas inquietas, apneia do sono e distúrbio do ritmo circadiano (dificuldade para pegar no sono) são comumente associados ao TDAH. Por sua vez, essas condições também estão associadas às alterações nos níveis dos neurotransmissores dopamina e melatonina, que podem ser causadas por problemas de sono;
  • Pessoas com transtorno de déficit de atenção estão mais alertas à noite, característica oposta à população em geral;
  • Muitas pessoas com o transtorno se beneficiam de tratamentos com melatonina à noite ou terapia de luz pela manhã, que ajudam a redefinir o ritmo circadiano;
  • Estudos recentes mostraram que cerca de 70% dos adultos com TDAH apresentam hipersensibilidade à luz, característica também associada a problemas circadianos;
  • Sono crônico tardio leva a um déficit crônico de sono, que por sua vez está associado a problemas como obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares e câncer.

No Brasil, o psiquiatra Sergio Nolasco Hora das Neves, da Unicamp, publicou um estudo que avalia a associação entre Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e distúrbios do sono para caracterizar fatores clínicos e problemas associados em crianças e adolescentes.

As conclusões² indicam a necessidade de novas pesquisas, mas ajudam a colocar uma luz sobre o problema:

“A avaliação de distúrbios do sono deve ser considerada antes de iniciar tratamento farmacológico para TDAH porque os critérios diagnósticos baseados no DSM-IV ou CID-10 não diferenciam entre crianças com ou sem distúrbios do sono. O conhecimento sobre os distúrbios do sono pode trazer uma nova oportunidade de tratamento para algumas crianças com TDAH. Serão necessárias novas pesquisas para clarear a relação entre distúrbios do sono e TDAH, ou os efeitos dos estimulantes no sono de crianças com TDAH”.

De fato, uma das queixas³ mais comuns dos pais de crianças e jovens com TDAH é a dificuldade que eles têm para acordar de manhã. Um desafio diário que acaba criando um permanente estado de stress familiar. De um lado os pais têm suas próprias pressões de tempo, incluindo a obrigação de levar os filhos para a escola. De outro, a criança ou jovem não acorda por nada.

O sono excessivo pela manhã acompanha a rotina de quem sofre com o TDAH e seus problemas para dormir à noite. Essas famílias vivem um verdadeiro inferno diário, que se traduz em brigas, acusações, pressa e atrasos. Para os portadores sobra a sensação de impotência e desânimo, reforçada pela baixa auto estima com as frequentes acusações de preguiçoso, irresponsável, entre outras.

Ou seja, as noites são muito ruins, o dia não começa bem, a rotina é péssima, um sintoma agrava outros e o cansaço resulta em baixo rendimento escolar. Isso quando a criança e o jovem não dormem durante as aulas porque estão exaustos. Fica evidente que os pais devem se informar para entender como funciona a ligação entre TDAH e o sono excessivo e procurar ajuda médica para apoiar seus filhos.

Existem soluções mais efetivas do que simplesmente arrancar agressivamente as crianças da cama e elas são mais do que necessárias para o bem de todos.

Para completar esse quadro, as demandas por mais horas de estudo exigem alta habilidade nas funções executivas, capacidade de organização e atividades independentes. Considerando que a criança e o jovem com TDAH possuem disfunção executiva, eles se sentem sobrecarregados, quase sempre deixam suas tarefas inacabadas e a falta de sono afeta ainda mais todo esse quadro.

Para completar, as comorbidades frequentes nas pessoas com TDAH, como depressão e ansiedade também afetam a qualidade do sono. Considerando que as informações mais importantes são processadas e consolidadas no cérebro durante o sono e que a falta de sono afeta a memória e a habilidade de se concentrar, podemos imaginar o efeito em cascata dos problemas de sono em um portador de TDAH.

Até por isso é essencial que os pais entendam a conexão entre o déficit de atenção e problemas de sono em seus filhos, envolvendo médicos e educadores para reduzir os prejuízos e melhorar a qualidade de vida de todos. O que você pode fazer para se ajudar ou apoiar seus filhos, além de procurar ajuda de um profissional de saúde?

O neurologista Daniel Silva Azevedo oferece algumas dicaspara crianças e adolescentes, que também podem ser seguidas pelos adultos com TDAH:

  • Assegurar uma rotina sem estresse e agitação e se possível chegar em casa três horas antes do horário de dormir.
  • Concluir as atividades, como tarefas escolares e outras, duas horas antes de dormir e evitar que a criança realize seus deveres à noite.
  • Hábitos relaxantes, como tomar banho antes de dormir, colocar roupa confortável, massagem aconchegante ou música calma, relaxam a mente e favorecem o sono.
  • Exercícios de alongamento, yoga ou meditação antes de dormir ajudam o sono e não geram fadiga.
  • A última refeição deve ser leve, evitando alimentos gordurosos ou com cafeína.
  • Afastar-se de aparelhos eletrônicos e telas pelo menos duas horas antes de dormir.
  • Proporcionar um ambiente escuro durante a noite e arejado e mais iluminado pela manhã, de preferência com luz natural.

Enfim, se você ou seu filho é portador de TDAH e sofre com problemas de insônia e sono excessivo, agora já se sabe que existe uma forte relação entre eles e enquanto novas pesquisas não apresentam soluções mais efetivas, pelo menos você pode começar a entender o que acontece e buscar ajuda para melhorar a situação.

 

Referências:
1. EUROPEAN-COLLEGE-OF-NEUROPSYCHOPHARMACOLOGY. Is ADHD really a sleep problem?. Disponível em: <https://www.ecnp.eu/~/media/Files/ecnp/About%20ECNP/Press/2017/Kooij%20pr%20FINAL_Sunday.pdf?la=en> Acesso em: 08 Out. 2018.
2. BIBLIOTECA-DIGITAL-DE-TESES-E-DISSERTACOES. Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade : características clínicas e alterações do sono. Disponível em: <http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/CAMP_5fa4b36a456d4b06dee24731f0dfb638>  Acesso em: 08 Out. 2018.
3. ASSOCIAÇÃO-BRASILEIRA-DO-DEFICIT-DE-ATENCAO. O impacto do sono no TDAH. Disponível em: <https://tdah.org.br/o-impacto-do-sono-no-tdah/>  Acesso em: 08 Out. 2018.
4. DANIEL-AZEVEDO-NEURO. Compreenda a Relação entre TDAH e Insônia. Disponível em: <https://danielazevedoneuro.com.br/relacao-tdah-e-insonia/> Acesso em: 08 Out. 2018.

Muito obrigado pelo seu comentário! Essa página é um projeto desenvolvido pela Shire Farmacêutica Brasil Ltda. Todos os conteúdos postados são moderados devido às normas que regulamentam as atividades da indústria farmacêutica (farmacovigilância, compliance, médica e jurídica). Obrigado!

Mantenha-se informado